Ficha SelectPinea

Imprimir


 

 

 

 

 

Designação do projeto | SelectPinea – Desenvolvimento de marcadores genéticos para características de interesse em Pinheiro manso (Pinus pinea)

Código do projeto | ALT20-03-0145-FEDER-000041

Objetivo principal | Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação

Região de intervenção | Alentejo

Entidade beneficiária | Centro de Biotecnologia Agrícola Agroalimentar do Alentejo - CEBAL

Data da aprovação17-03-2016

Data de início01-09-2016

Data de conclusão31-08-2019

Custo total elegível476 991,06 EUR

Apoio financeiro da União EuropeiaFEDER - 405 442,40 EUR

Apoio financeiro público nacional/regional | 71 548,66 EUR

Objetivos, atividades e resultados esperados

Os objetivos principais do projeto são a identificação de marcadores genéticos com aplicação a diferentes problemas e fenótipos de interesse no pinheiro manso, assim como o desenvolvimento de ferramentas genómicas com uma elevada aplicação prática. O projeto irá utilizar toda a informação fenotípica existente nos diferentes ensaios e povoamentos de pinheiro manso existentes no país, de forma a exponenciar uma utilização produtiva dos recursos e informação já disponíveis. Os marcadores genéticos serão identificados utilizando sequenciação de última geração, abordagem com um potencial enorme no desenvolvimento de marcadores genéticos, na qual o CEBAL tem experiência considerável, mas que nunca foi aplicada no pinheiro manso.

As linhas principais do projecto são as seguintes:

  1. Desenvolver marcadores genéticos para a produção de pinha e característica biométricas, utilizando para este efeito árvores para as quais existem registos para estes fenótipos.
  2. Desenvolver estudos para medir a suscetibilidade do pinheiro manso ao Leptoglossus occidentalis e subsequentemente desenvolver marcadores genéticos associados à resistência a este inseto.
  3. Desenvolver ferramentas genómicas necessárias ao setor e à fileira do pinheiro manso e do pinhão, incluindo um sistema de identificação individual de árvores plus, assim como um sistema de rastreabilidade genética para definir proveniências, tendo em vista a certificação do pinhão com denominação de origem protegida (DOP).
  4. Contribuir para a estruturação, organização e alargamento dos dados fenotípicos em pinheiro manso

 

 

 

 

Copyright 2013 | CEBAL | Contactos